Mais lidas
Geral

Funcionários da Fundação Casa voltam ao trabalho após proposta de reajuste

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Funcionários da Fundação Casa decidiram, em assembleia realizada na tarde desta segunda-feira (11), retornar ao trabalho a partir desta terça (12) A decisão foi tomada após audiência de conciliação, em que o TRT (Tribunal Regional do Trabalho) propôs reajuste de 9% para a categoria.
A categoria tinha paralisado os trabalhos no último dia 7 de maio.
Para o presidente do Sintraemfa (sindicato da categoria), a audiência foi positiva, mas ainda há pontos que precisam ser negociados. Segundo ele, a volta ao trabalho visa justamente o andamento das negociações. O estado de greve fica mantido e uma nova audiência no TRT está marcada para a próxima quinta (14).
Na reunião desta segunda, a Fundação Casa comprometeu-se a pleitear o reajuste proposto pelo tribunal junto ao governo do Estado, e também aceitou não efetuar descontos nos salários dos funcionários em greve.
A reivindicação inicial da categoria era de reajuste de 28,16%, enquanto o governo estadual oferecia 6,5%. A proposta feita pelo TRT ficou em 9% de reajuste, a ser pago em agosto. O tribunal também sugeriu 12,5% de reajuste para os vales refeição e alimentação.
Apesar da paralisação, tanto o sindicato quando a Fundação Casa afirmam que os trabalhadores estão mantendo o efetivo mínimo de 70% operando, como havia determinado uma liminar do TRT. Caso seja descumprido, a multa é de R$ 100 mil por dia.
"O atendimento aos adolescentes nos 148 centros socioeducativos se mantém dentro da rotina, sem prejuízo às atividades pedagógicas, ao atendimento de saúde e psicossocial e à alimentação e higiene, assim como a visitação dos familiares, que ocorre aos finais de semana", disse a Fundação Casa, em nota.




×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber