Mais lidas
Geral

Famílias resistem a deixar terreno ocupado em Osasco, na Grande SP

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A GCM (Guarda Civil Municipal) de Osasco, na Grande São Paulo, realiza na manhã desta segunda-feira (11) a retirada de famílias que ocupam irregularmente uma área pública no Jardim Aliança.
Há pelo menos cinco meses, cerca de 150 famílias ocupam o terreno, que fica às margens de um córrego, na avenida Bandeirantes. A região é uma das mais afetadas por inundações durante o período de chuva.
Segundo a polícia, a remoção dos moradores ocorre de foram pacífica. Contudo, mais cedo, houve um princípio de tumulto quando funcionários tentaram desligar a energia elétrica da área, informou a rádio CBN. As famílias montaram um cordão impedindo que funcionários efetuassem o corte. A GCM tentou retirá-los e os moradores revidaram com pedras e paus, houve uma grande correria.
De acordo com a Prefeitura de Osasco, a desocupação foi determinada pela Justiça em "razão do risco que as pessoas correm pela instabilidade do terreno".
A prefeitura disse ainda que busca resolver a situação de forma pacífica e que ofereceu caminhões para o transporte de bens dos moradores, dentro da região de Osasco (Grande SP). Àqueles que não tiverem para onde ir, a prefeitura disse que disponibilizará vagas em albergues.
A Polícia Militar informou que não participa da operação, que é realizada pela GCM de Osasco em parceria com a Secretaria de Segurança e com apoio de agentes da Fiscalização e Secretaria de Habitação, além de conselheiros Tutelares.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber