Facebook Img Logo
Mais lidas
Geral

Lutador ataca a namorada, destrói hotel e mata hóspede, diz polícia

.

KAIO ESTEVES
ARAÇATUBA, SP, (FOLHAPRESS) - Um lutador de jiu-jitsu de 27 anos é acusado pela polícia de tentar agredir a namorada, destruir um hotel e matar um hóspede, que ele nem sequer conhecia, a cadeiradas.
Com quase 140 quilos e quase dois metros de altura, Rafael Martinelli Queiroz é faixa preta na modalidade, e já foi campeão mundial em 2008. Segundo a polícia de Campo Grande (MS), onde o crime ocorreu, o rapaz teve um surto logo após brigar com a namorada na noite de sábado (18).
Durante a discussão, ele começou a destruir o apartamento do hotel onde estavam hospedados. A mulher conseguiu fugir, enquanto o lutador saiu pelo corredor do segundo andar quebrando, segundo testemunhas, "o que via pela frente". Uma recepcionista foi avisada pela jovem que o rapaz estava descontrolado.
Paulo Cezar de Oliveira, que havia se hospedado no quarto número 216 do hotel há menos de 1 hora, sem saber o que estava acontecendo, abriu a porta do quarto e foi surpreendido pelo lutador, que passou a golpeá-lo com socos, chutes e cadeiradas. O vendedor morreu após a agressão.
Vários objetos foram destruídos como portas de guarda-roupas, cadeiras, extintores de incêndio e pedaços de gesso das paredes, além de algumas câmeras de vigilância do estabelecimento.
Horas depois, Rafael foi encontrado nas imediações do hotel e, segundo a polícia, mais de dez homens tiveram de ser acionados para conter o lutador. No fim de semana, o delegado responsável não ouviu o depoimento do acusado, alegando falta de segurança para o interrogatório. Ele deve ser ouvido nesta semana.
Além do homicídio doloso, Rafael deverá responder pelos crimes de dano qualificado e lesão corporal, com base na lei Maria da Penha. A Folha não conseguiu localizar o advogado da vítima. Ele continua preso em Campo Grande.
Natural de Araçatuba, no interior de São Paulo, Rafael e a namorada haviam viajado para disputar um campeonato de jiu-jitsu. No perfil do lutador no Facebook, vários amigos dizem que ele não tem perfil violento e deixaram mensagens de apoio.




O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

mais notícias

Últimas de Geral

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber