Facebook Img Logo
Mais lidas
Geral

Colheita e venda de pinhão movimentam o centro-sul do Paraná

.

Caminhos do Campo (Foto: Reprodução)
Caminhos do Campo (Foto: Reprodução)

Começou a temporada de colheita do pinhão no Paraná, e na região centro-sul os coletores já têm muito trabalho. É preciso chegar até o topo das Araucárias para retirar as pinhas. Nesta safra, os produtores rurais estimam que a produção será maior, assim como rendimento. Diferente do vivenciado em 2014, quando a safra não foi boa e os preços dispararam.

Os irmãos Edilson e Edenilson Taques, de Guarapuava, colhem a semente há quatro anos."Eu acho que o clima colaborou para aumentar o número de sementes por pinha. Este ano percebemos que a colheita está um pouco melhor do que em 2014", afirma Edenilson Taques. Segundo os produtores rurais, cada pinheiro produz 40 pinhas em média, o que rende aproximadamente 30 quilos de pinhão maduro e pronto para ser consumido.

Edilson Taques prevê ganhar mais em 2015. "Hoje o quilo é vendido por aproximadamente R$ 2,30 ou R$ 2,50. Mas, a tendência é que o valor aumente nos próximos meses", diz. Para o consumidor, o preço médio é de R$ 5 o quilo.
O agricultor Lino Antônio Stein cria galinhas, vende leite, mas no outono, sempre vende pinhões para aumentar a renda da família. "Pelo o que a gente notou, este ano a safra está melhor, porque só ter pinhão e não ter preço não adianta. Tem que ter pinhão e preço", completa. E se no campo a aposta é positiva, no comércio não é diferente. O movimento nas banquinhas à beira de estrada está grande. Só na primeira semana o autônomo Nelson José Pires vendeu uma tonelada de pinhão. Ele esperava vender muito mais. "Espero vender de 20 a 25 toneladas de pinhão este ano", estima o vendedor.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas de Geral

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber