Mais lidas
Geral

Rebeldes assumem controle de cidade histórica no sul da Síria

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Rebeldes de vários grupos tomaram do regime sírio o controle da cidade de Busra, localizada no sul da Síria e conhecida por abrigar sítios arqueológicos incluídos na lista do Patrimônio Mundial da Unesco.
Segundo o Observatório Sírio dos Direitos Humanos, 21 insurgentes foram mortos nos quatro dias de batalhas. Na segunda-feira (23), militares sírios disseram ter matado vários líderes rebeldes durante os combates.
Os insurgentes que operam no sul incluem a Frente al-Nusra, braço da Al Qaeda na Síria, além de outros grupos rebeldes que recebem apoio militar de inimigos externos do ditador Bashar Assad.
"Hoje é um dia feliz, Busra foi completamente libertada", disse o ativista Ahmad Masalma. Segundo ele, cerca de 10 mil rebeldes participaram do ataque à cidade.
O Observatório Sírio de Direitos Humanos disse que a ofensiva sobre a cidade começou no sábado (21) e deixou 21 mortos, sendo a maioria deles insurgentes.
A cidade se encontra ao lado da estrada que une a província de Deraa com Sueida, um dos redutos do regime.
Segundo a Unesco, Busra foi capital da província romana de Arabia e uma escala importante na antiga rota das caravanas a Meca.
Suas ruínas contam com um teatro romano do século II d.C., vestígio dos primeiros anos do cristianismo.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber