Facebook Img Logo
Mais lidas
Geral

Equipe russa participa de exercícios militares na Venezuela

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Uma equipe militar da Rússia acompanha neste sábado (13) os exercícios militares realizados em várias partes da Venezuela.
Segundo o ministro de Defesa venezuelano, Vladimir Padrino López, os russos têm uma participação "técnica" nos treinos como parte de uma cooperação militar entre os dois países.
Uma equipe militar venezuelana também acompanhou na Rússia treinos militares, afirmou López.
No último dia 11, imprensa venezuelana divulgou um acordo entre os ministros de Defesa dos dois países para uma entrada "amistosa" de navios russos nos portos venezuelanos para os treinos.
Os exercícios, que devem durar dez dias, foram convocados pelo presidente Nicolás Maduro em retaliação ao recente decreto dos EUA que incluiu a Venezuela entre os países considerados ameaças à segurança nacional.
Washington instaurou ainda sanções contra sete autoridades venezuelanas.
CONVOCAÇÃO
O Exercício Militar Especial reúne 80 mil soldados e 20 mil civis, segundo o canal de TV venezuelano Globovision.
López acompanhou os exercícios de Fuerte Tiuna, em Caracas, e disse que fazem parte de "uma missão constitucional de garantir a independência e soberania".
Ele criticou o decreto americano e disse que a Venezuela "não merece estas agressões". "Nós colocamos de pé, com dignidade, porque a Venezuela é um país que está construindo sua própria democracia. Nascemos sob o calor e a luz da liberdade, da independência", disse.
APENAS EXERCÍCIOS
O ministro negou, contudo, que os exercícios sejam uma demonstração do poder bélico do país.
"É a articulação da Força Armada e do povo [...] na organização e na construção do que denominamos os órgãos para a defesa integral, conectados com a luta armada, o que fará a combinação perfeita para nos defendermos de qualquer agressão", disse, convocando o povo venezuelano a participar.
"Estamos de pé, com muita firmeza e dignidade", completou o ministro, em discurso televisionado.
Os treinos serão realizados em todo o território nacional, aquático, terrestre e aéreo.
A previsão era de que Maduro, que está na Nicarágua, participasse de um dos exercícios militares no final da tarde deste sábado, quando deve fazer discurso à nação.




O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

mais notícias

Últimas de Geral

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber