Facebook Img Logo
Mais lidas
Geral

Confrontos entre Exército e minoria étnica deixam 47 mortos em Mianmar

.

SÃO PAULO, SP - Uma série de confrontos entre o Exército e guerrilheiros de uma minoria étnica nesta semana deixaram pelo menos 47 mortos no Estado de Shan, no nordeste de Mianmar, informaram nesta sexta-feira (13) as autoridades do país.
Segundo o jornal estatal "New Light of Myanmar", os militares sofreram uma emboscada em Laukkai, cidade na fronteira com a China, onde houve pelo menos 13 enfrentamentos nos últimos dias.
As Forças Armadas do país chegaram a fazer bombardeios aéreos para conter os rebeldes da minoria kokang, que tentaram capturar a cidade na quinta-feira (12), em meio ao feriado do dia de União Nacional, com o uso de artilharia pesada e baterias antiaéreas.
A ação faz parte de uma ofensiva lançada pelos kokang na última segunda-feira (9) para recuperar o controle de seu território, que está sob controle de forças de segurança do governo central birmanês.
Eles contam com o apoio de outros grupos insurgentes, como o Exército Arakan e o Exército de Libertação Nacional Ta'ang. Os guerrilheiros kokang não comentaram sobre a ação.
Os combates, cuja magnitude levou o Executivo de Mianmar a alertar as autoridades chinesas, foram travados enquanto o governo birmanês negocia um acordo de paz com representantes de diversos grupos armados de outras minorias do país.
O governo birmanês realizou várias reuniões com as guerrilhas das minorias étnicas desde 2011, mas as tensões e os enfrentamentos continuaram, principalmente com o Exército para a Independência Kachin, no norte do país.
Quase todas as minorias étnicas birmanesas, que representam mais de 30% dos 53 milhões de habitantes do país, buscam maior autonomia, entre elas os shan, os karen, os rakhine, os mon, os chin e os kayah, além dos kachin.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

mais notícias

Últimas de Geral

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber