Facebook Img Logo
  1. Edhucca Banner
Mais lidas
Geral

Drogas, armas, bebidas e eletrônicos são encontrados em presídio no Recife

.

PATRÍCIA BRITTO
SÃO PAULO, SP - Produtos usados na fabricação de drogas, armas brancas, bebidas alcoólicas, celulares e equipamentos eletrônicos estão entre os itens apreendidos durante revista feita nesta segunda-feira (2) em uma unidade do complexo prisional do Curado, no Recife.
Estão na lista 340 litros de cachaça artesanal, três litros de uísque, 162 facas, facões e foices artesanais e industrializadas, 44 celulares, sete pen drives, 120 comprimidos psicotrópicos, 120 gramas de crack, 2,26 quilos de maconha, entre outros produtos.
A vistoria foi realizada nos 13 pavilhões do presídio Juiz Antonio Luiz Lins de Barros, uma das três unidades que formam o maior complexo penitenciário de Pernambuco, e onde dois presos foram mortos e 14 ficaram feridos em conflitos no fim de semana.
Durante todo o dia, agentes penitenciários, policiais militares e uma equipe de segurança da Seres (Secretaria Executiva de Ressocialização) fizeram a inspeção, com ajuda de um grupo de policiamentos com cães.
A assessoria da Seres afirmou, por nota, que "as vistorias vêm sendo intensificadas nas unidades prisionais para apreender os materiais ilícitos em poder dos reeducandos".
Também em nota o secretário de Justiça e Direitos Humanos de Pernambuco, Pedro Eurico, afirmou: "Vamos continuar fazendo revistas periódicas e sistemáticas. O governo de Pernambuco não aceita a circulação de materiais ilícitos dentro do sistema prisional. Por isso vamos atuar com firmeza para manter a ordem dentro das unidades".
ESTADO DE EMERGÊNCIA
Desde o início do ano, o sistema penitenciário de Pernambuco passa por uma crise, que levou o governo estadual a decretar estado de emergência no setor.
A crise já resultou em diversos motins e na morte de um sargento da Polícia Militar e de quatro presos, dos quais um foi decapitado. Dezenas de presos ficaram feridos.
No início do mês, a divulgação de irregularidades no complexo do Curado culminou com o pedido de demissão do ex-secretário-executivo de Ressocialização de Pernambuco, Humberto Inojosa.
Na última quinta-feira (29), os agentes penitenciários do Estado decidiram, em assembleia, trabalhar em "operação padrão", o que, na prática, traz lentidão aos procedimentos dentro do complexo, como a entrada das visitas.
Um dos mais superlotados do país, o Complexo do Curado abriga 6.862 homens em um espaço para, no máximo, 2.114.
Pernambuco tem atualmente uma população carcerária de 32 mil presos, mas apenas 12 mil vagas, o que significa um deficit de cerca de 20 mil vagas.
Veja a lista de materiais apreendidos nesta segunda:
35 facões industrializados
17 foices artesanais
5 foices industrializadas
22 facões artesanais
55 facas industrializadas
28 facas artesanais
8 chunços
47 carregadores
44 celulares
10 baterias
10 chips
340 litros de cachaça artesanal
3 litros de uísque
7 pen drive
4 balanças de precisão
30 fones de ouvido
120 comprimidos psicotrópicos
120 gramas de crack
60 gramas de pó virado
60 g de ácido bórico
2,26 kg de maconha

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Geral

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber