Facebook Img Logo
Mais lidas
Geral

Prefeitura vai liberar dados sobre fila da moradia popular em São Paulo

.

LEANDRO MACHADO
SÃO PAULO, SP - A Prefeitura de São Paulo vai permitir que beneficiados pelo auxílio aluguel tenham acesso a dados sobre a construção das moradias populares na cidade.
Apenas com o CPF, será possível saber, por exemplo, o endereço do condomínio e a data prevista para entrega do imóvel. Para isso, bastará entrar no site da Secretaria Municipal da Habitação, segundo a prefeitura.
Hoje, esses dados não são públicos. Inicialmente, as informações serão fornecidas apenas para pessoas que recebam o auxilio aluguel (R$ 400 mensais). Atualmente, cerca de 30 mil estão nessa condição.
A ideia é que o projeto seja expandido para toda a fila da habitação na cidade, que tem 165 mil cadastrados.
Movimentos sociais de moradia sempre criticaram a prefeitura por falta de transparência na divulgação de dados das moradias. Para as entidades, o cadastro é uma espécie de "caixa preta."
A gestão do prefeito Fernando Haddad (PT) promete entregar 55 mil habitações populares até o final de 2016. Até agora, com dois anos de mandato, apenas 4.000 unidades foram entregues por Haddad.
MINHA CASA, MINHA VIDA
Um relatório da Controladoria Geral do Município de São Paulo apontou uma série de irregularidades na administração do programa Minha Casa, Minha Vida, segundo reportagem publicada pelo jornal "O Estado de São Paulo" nesta segunda-feira (2).
De acordo com o relatório, pessoas que não estavam na fila da habitação receberam o benefício. Outras ganharam auxilio aluguel de forma indevida.
O documento aponta que 48 moradias foram dadas a pessoas que não constavam no cadastro habitacional que 52 indicações foram indicadas por terceiros, procedimentos que fere a legislação federal sobre o programa.
Segundo Haddad, a investigação partiu de um pedido da própria Secretaria Municipal da Habitação. "Houve rumores de que havia ingerência na questão da Minha Casa, Minha Vida em São Paulo. O Floriano [José Floriano de Azevedo Marques, secretário da Habitação] pediu a auditoria para a Controladoria", afirmou Haddad.
Segundo a prefeitura, as famílias beneficiadas de forma irregular não vão receber os imóveis.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas de Geral

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber