Mais lidas
Geral

No interior, Alckmin volta a falar em água de reúso para indústria

.

RODRIGO VIUDES
ITAÍ, SP - Em visita técnica a um conjunto habitacional de Itaí (a 287 km da capital paulista), onde praticamente todo o esgoto é tratado, o governador Geraldo Alckmin (PSDB) voltou a falar na tarde desta sexta-feira (23) que é necessário fazer reúso da água para ajudar no abastecimento da capital durante a atual crise hídrica.
"Todo polo petroquímico do ABC já esta em água de reúso. Estamos perto de 0,6 metro cúbico por segundo de água tratada para a indústria", afirmou o governador. "Essa é a realidade dos novos tempos. E temos de nos preparar para essas dificuldades, que não são apenas dos paulistas", disse, referindo-se à falta de chuvas.
A Folha de S.Paulo informou nesta sexta-feira que o governo solicitou à Sabesp a elaboração de um plano específico de contingenciamento de água direcionado às indústrias. Entre os objetivos da medida está estimular o reúso de água para o setor.
A cidade de Itaí fica às margens da represa de Jurumirim, que opera com menos de 15% da capacidade. A situação do reservatório já acendeu o sinal de alerta para dez municípios da região.
Além da ampliação da água de reúso pela indústria, proposta que não foi detalhada durante a visita, Alckmin disse que não há nenhuma alternativa nova para enfrentar a crise hídrica. "Não temos nenhuma mudança. A partir da próxima semana teremos mais meio metro cúbico por segundo no Alto Tietê. E temos mais reserva técnica para ajudar", disse.




×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber