Mais lidas
Geral

Aeronautas decidem suspender greve temporariamente

.

Aeronautas decidem suspender greve temporariamente - Foto: Divulgação
Aeronautas decidem suspender greve temporariamente - Foto: Divulgação

Em assembleia realizada na quinta-feira (22), a categoria dos aeronautas (pilotos e comissários) decidiu suspender temporariamente a greve iniciada também nesta quinta, com a paralisação das decolagens em todo o país das 6h às 7h da manhã. 

A categoria deliberou por se manter em estado de alerta, porém decidiu aguardar os resultados da negociação que será travada agora no âmbito do Poder Judiciário. Uma audiência de conciliação entre o SNA (Sindicato Nacional dos Aeronautas) e o SNEA (Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias) está marcada para esta sexta-feira, às 14h, em Brasília, no TST (Tribunal Superior do Trabalho).

"Com essa demonstração de força já feita nas paralisações de hoje, a categoria entendeu por bem, já que houve a entrada do TST na negociação, suspender o movimento e aguardar os trâmites legais. Temos a expectativa de chegar a um consenso o quanto an tes", afirma o secretário-geral do SNA, comandante Rodrigo Spader.A greve havia sido definida após o insucesso nas negociações da renovação da Convenção Coletiva de Trabalho.

As reivindicações dizem respeito não só a itens econômicos, mas especialmente a questões da pauta social, ligadas ao gerenciamento do risco de fadiga dos tripulantes e à segurança de voo.Entre os pedidos estão a ampliação do número de folgas, a limitação das madrugadas consecutivas em trabalho e de tempo em solo entre as programações - pontos essenciais para reduzir o risco de acidentes ligados à fadiga.

Na questão econômica, a pedida é de 8,5% de reajuste, tomando como base diversos indicadores positivos para a indústria da aviação. Porém a proposta patronal não passou de 6,5%, apenas 0,17% acima do INPC - ou seja, sem ganho real significativo.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber