Facebook Img Logo
Mais lidas
Geral

Três empresas entregam estudos para concessão de rodovias no Sul

.

Estudos atendem a projeto de concessão das rodovias BR-476/153/282/480, previsto pelo Programa de Investimento em Logística (PIL) - Foto:  Divulgação/ ANTT
Estudos atendem a projeto de concessão das rodovias BR-476/153/282/480, previsto pelo Programa de Investimento em Logística (PIL) - Foto: Divulgação/ ANTT

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) recebeu os estudos que visam à concessão das rodovias BR-476/153/282/480, em trecho de 493 quilômetros entre Lapa (PR) e a divisa da Santa Catarina com o Rio Grande do Sul. O lote, previsto no Programa de Investimento em Logística (PIL), é um dos cinco novos trechos de rodovias que serão concedidos à iniciativa privada.

Os três estudos foram elaborados por cinco empresas, isoladamente ou em conjunto, por meio de Proposta de Manifestação de Interesse (PMI), instrumento para aprimorar a qualidade dos projetos e subsidiar a elaboração do edital de licitação. São elas: Concresolo Engenharia Ltda./ J. Malucelli Construtora de Obras S.A.; Planos Engenharia S/S LTDA/ TPI - Triunfo Participações e Investimentos S.A.; e Empresa Global de Projetos LTDA (EGP).

O trecho é estratégico para o setor pecuário do Sul do País, uma vez que vai otimizar o escoamento das principais zonas de carne para os portos de Santos (SP) e Paranaguá (PR). Os documentos recebidos pela ANTT serão encaminhados à Comissão de Seleção, formada por membros da Agência, do Ministério dos Transportes (MT) e da Empresa de Planejamento e Logística (EPL). O trabalho do grupo vai subsidiar a decisão do ministro quanto aos estudos técnicos a serem selecionados e aos valores devidos a título de ressarcimento. As análises poderão ser utilizadas parcial ou integralmente na licitação.

Saiba mais sobre o PIL

Lançado em 2012, o Programa de Investimento em Logística (PIL) inclui um conjunto de projetos que contribuirão para o desenvolvimento de um sistema de transportes moderno e eficiente e serão conduzidos por meio de parcerias estratégicas com o setor privado, promovendo-se sinergias entre os modais rodoviário, ferroviário, hidroviário, portuário e aeroportuário.

O programa rodoviário tem como diretrizes principais: a provisão de uma malha rodoviária ampla, moderna e integrada; cadeias de suprimentos eficientes e competitivas; e modicidade tarifária. A princípio, são cinco novos projetos de concessão, com 2.625 quilômetros de extensão e previsão de R$ 17,8 bilhões de investimento. No total, o PIL prevê a concessão de 7 mil quilômetros de rodovias e o investimento estimado é de R$ 46 bilhões.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas de Geral

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber