Mais lidas
Geral

União é a melhor arma da França contra ataques, diz Hollande

.

SÃO PAULO, SP - Em pronunciamento na TV francesa, o presidente François Hollande pediu a "união" do país como reação ao atentado à sede do jornal satírico francês "Charlie Hebdo", que deixou 12 mortos nesta quarta-feira (7), em Paris.
"Nossa melhor arma é a união. Nada pode nos dividir e nada pode nos colocar uns contra os outros", disse Hollande, ao discursar brevemente.
Nenhum grupo havia assumido a autoria do atentado até o final da tarde desta quarta. O jornal já havia sofrido ataques por publicar caricaturas de líderes muçulmanos e do profeta Maomé. Em 2011, a redação foi alvo de um incêndio criminoso após ter publicado uma série de caricaturas sobre Maomé.
Segundo o presidente francês, "todo o país foi atacado" com o atentado "covarde" desta quarta. Ele ainda ressaltou que seu governo "fará tudo" para encontrar os assassinos, mas também para proteger os franceses em lugares públicos.
O presidente francês determinou que esta quinta-feira (8) será um "dia de luto" no país e convocou um momento de silêncio em todo o serviço público francês ao meio-dia (hora local).

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber