Facebook Img Logo
Mais lidas
Geral

Diretor do 'Charlie Hebdo' estava em lista de 'procurados' da Al-Qaeda

.

SÃO PAULO, SP - O nome do diretor do "Charlie Hebdo", Stéphane Charbonnier, conhecido como Charb constava numa lista de "procurados" pela Al-Qaeda. 

Charb foi morto no atentado ao jornal nesta quarta-feira (7), em Paris.
A imagem foi divulgada na edição de março de 2013 da revista Inspire, que é usada como propaganda pelos jihadistas do grupo. 

Junto ao nome de Charb, aparecem outros ocidentais que desagradam aos extremistas. 

Os outros oito desafetos da Al Qaeda que aparecem na foto são: o pastor americano Terry Jones, que costuma queimar o Corão; o político da extrema-direita holandesa Geert Wilders; o advogado e ativista americano Morris Sadek, famoso por criticar o Islã; o autor britânico Salman Rushdie, que se tornou famoso pelo livro "Versos Satânicos", no qual ataca o islã por sua intolerância para com outras religiões; a ativista somali Ayaan Hirsi, critica à mutilação genital feminina praticada por alguns grupos extremistas; e os dinamarqueses Carsten Juste, Flemming Rose, Lars Vilks e Kurt Weestergart, todos envolvidos em desenhos que satirizam o Islã. 

Na manhã desta quarta, três atiradores invadiram a redação do jornal e dispararam contra os jornalistas. 

O atentado deixou 12 mortos, entre eles dois policiais.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas de Geral

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber