Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Geral

Grandes partes do avião da AirAsia são encontradas no mar

.

SÃO PAULO, SP - Duas "grandes partes" do avião da AirAsia que caiu no último domingo (28) no mar de Java, na Indonésia, com 162 pessoas a bordo, foram encontradas, informou neste sábado (3) o chefe da Agência Nacional de Buscas da Indonésia, Bambang Soelistyo.
"Com a descoberta de uma mancha de combustível e duas grandes partes do avião, posso garantir que são da aeronave da AirAsia que procuramos", disse Soelistyo durante uma coletiva de imprensa em Jacarta.
Segundo o funcionário, a maior parte encontrada mede de 10 metros por 5 metros e o outro 7 por 0,5 metro.
"Enquanto eu falo com vocês um ROV (veículo submarino por controle remoto) está imergindo para obter imagens reais dos objetos detectados no fundo do mar. Eles se encontram a uma profundidade de aproximadamente 30 metros", completou.
Soelistyo ressaltou, contudo, que uma forte corrente marinha dificulta, no momento, o trabalho do veículo submarino.
O mau tempo registrado nos últimos dias tem atrapalhado a busca dos corpos e da fuselagem do Airbus A320-200, que desapareceu das telas de radar e caiu no mar durante uma tempestade.
Até agora, foram recuperados 30 corpos, encontrados no estreito de Karimata, que separa as ilhas de Bornéu e Belitung, junto com destroços da aeronave. As tarefas de busca contam com 29 barcos e 17 aviões.
Encontrar as caixas pretas do avião é crucial para poder determinar a causa do acidente.
O CASO
O voo QZ-8501 da AirAsia, que saiu no dia 28 de dezembro da cidade de Surubaya, na Indonésia, e tinha previsão de pousar duas horas depois em Cingapura, caiu no mar de Java 40 minutos após a decolagem.
Estavam a bordo 155 passageiros e outros sete integrantes da tripulação. Entre eles há 155 indonésios, três sul-coreanos, um britânico, um francês, um malasiano e um cingapuriano.
O piloto solicitou à torre de controle para fazer um desvio à esquerda na rota e subir de 32 mil para 38 mil pés com o objetivo de contornar uma tempestade. A alteração de curso foi aprovada, mas a elevação negada porque outra aeronave já trafegava na mesma altitude.
Minutos depois, quando os controladores de voo tentaram entrar em contato para informar que o avião da AirAsia estava autorizado a subir até 34 mil pés, não houve resposta. A aeronave já havia sumido dos radares.
A Indonésia lançou uma operação internacional de busca e resgate, que cada vez mais conta com o apoio de novos países. No entanto, eles só descobriram na última terça-feira (30) que o avião tinha caído no mar de Java.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Geral

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber