Geral

Após assalto, ex-funcionário de hotel no Rio é investigado pela polícia

Da Redação ·

Um ex-funcionário do Hotel Santa Teresa, no Centro do Rio, que foi invadido por criminosos e assaltado durante a madrugada desta segunda-feira (18), é alvo de investigação da polícia, segundo informou o comandante do 5º BPM (Praça Harmonia), coronel Edilson de Moraes Filho. A PM suspeita que ele tenha participado da ação da quadrilha.

continua após publicidade

Funcionários do estabelecimento teriam reconhecido o ex-funcionário. Segundo o coronel, mesmo usando um capuz para proteger o rosto, o criminoso teria sido reconhecido pelo seu porte físico.

Ao todo, quatro homens entraram no hotel. De acordo com a polícia, eles teriam danificado algumas câmeras de segurança. No entanto, outras câmeras filmaram a ação dos suspeitos e as imagens foram recolhidas. A polícia acredita que um carro tenha feito a cobertura do grupo.

continua após publicidade

Vítimas deixam hotel Os hóspedes do hotel vão deixar estabelecimento, de acordo com a assessoria de imprensa, que disse ainda que as vítimas não sofreram violência por parte dos criminosos. Alguns turistas já deixaram o local, sem falar com a imprensa. A Polícia Cívil informou que 15 turistas tiveram pertences roubados durante a ação dos suspeitos. A assessoria do hotel, entretanto, afirma que foram 10 vítimas.

A assessoria do hotel informou que não vai divulgar a nacionalidade das vítimas do assalto. A perícia da Polícia Civil está no estabelecimento colhendo provas. Os turistas assaltados foram ouvidos por policiais da Delegacia de Atendimento ao Turista (DEAT) no local.

Imagens das câmeras de segurança Policiais militares e civis analisam, nesta manhã, as imagens das câmeras de segurança do hotel, que tem diárias a partir de R$ 600, dispõe de 48 câmeras de segurança e está com todos os quartos ocupados. Ainda segundo a assessoria, esse é o primeiro assalto desde a inauguração do espaço, em setembro de 2008.