Geral

Polícia investiga queda de elevador em hospital do Rio

Da Redação ·
Continuam internadas três das oito vítimas da queda de um elevador ontem no prédio principal do Hospital Federal de Bonsucesso (HFB), na zona norte do Rio de Janeiro. O equipamento despencou do terceiro andar, uma altura de dez metros. A assessoria de imprensa do Ministério da Saúde, responsável pelo hospital, informou que o elevador sofreu uma pane, apesar de ter passado por manutenção no último fim de semana. Policiais da 21ª DP (Bonsucesso) estiveram ontem no hospital para periciar o elevador. Agentes da Polícia Federal ouviram os depoimentos de funcionários e também do responsável pela empresa que faz a manutenção dos equipamentos. A assessoria de imprensa informou que o HFB também abriu uma sindicância para apurar as causas do acidente e tomará as providências necessárias após a conclusão da investigação. "O Hospital Federal de Bonsucesso lamenta o episódio e se solidariza com as vítimas do acidente", informou. Estavam no elevador sete funcionários do HFB e um médico da Secretaria Municipal de Saúde de Duque de Caxias, que visitava uma amiga. A queda, segundo a assessoria, foi amortecida pelo freio de emergência. No entanto, a enfermeira Nádia Valéria Damas Evangelista sofreu um choque na medula e não consegue mexer braços e pernas. Ela foi levada ao Hospital de Saracuruna, em Duque de Caxias, para fazer uma ressonância magnética e voltou ao HFB, onde está em observação no serviço de neurocirurgia. Também estão internados o médico Aníbal Prata e o enfermeiro Júlio César Borges. Aníbal sofreu uma fratura no tornozelo e Júlio, no fêmur. Os dois serão operados amanhã.
continua após publicidade