Geral

Barco que afundou no DF tinha excesso de passageiros

Da Redação ·
Em nota divulgada hoje, a Marinha informou que o barco que naufragou na noite de ontem no Lago Paranoá, em Brasília (DF), tinha capacidade para transportar até 90 pessoas e dois tripulantes. No momento do acidente, porém, havia mais de 100 pessoas na embarcação. A Marinha informou ainda que o navio havia passado por vistoria em novembro de 2010 e não apresentou irregularidades. Todos os materiais necessários para salvamento, como coletes, extintores de incêndio e boias circulares também estavam dentro das especificações e na quantidade prevista. Além disso, o condutor da embarcação no momento do acidente, Airton da Silva Maciel, possuía a habilitação exigida. Segundo a Marinha, uma equipe da Delegacia Fluvial de Brasília permanece no local apurando as causas do acidente e auxilia na busca das vítimas desaparecidas, realizada pelo Corpo de Bombeiros. Vítimas O naufrágio do barco Imagination deixou, até o momento, duas pessoas mortas e entre sete e nove desaparecidas. As vítimas são uma mulher ainda não identificada, cujo corpo foi encontrado nesta manhã, e um bebê de sete meses. Há dificuldade de saber quantas pessoas exatamente estavam no barco, pois não havia uma lista prévia com o nome dos passageiros. Noventa e quatro pessoas foram resgatadas com vida. O Corpo de Bombeiros está usando um grupo de cerca de 30 mergulhadores e mais 56 pessoas estão envolvidas no apoio das operações. Um barco e uma lancha estão sendo utilizados, além de dois helicópteros. Os familiares estão sendo orientados a se dirigir ao Instituto Médico Legal (IML) para fazer o reconhecimento dos corpos. O acidente com o barco ocorreu ontem por volta das 20h30 de ontem. A embarcação foi usada para uma festa de confraternização de uma empresa e quase todos que estavam ali eram empregados e dirigentes dessa empresa. O barco afundou e está numa profundidade de 17 metros no Lago Paranoá.
continua após publicidade