Geral

Civis fogem de cidade sudanesa após ação de tropas

Da Redação ·
A fronteiriça cidade sudanesa de Abyei está em chamas, com homens armados saqueando propriedades, após ela ser capturada por tropas do governo central do Sudão, afirmaram hoje mantenedores de paz da Organização das Nações Unidas (ONU). Milhares de civis fugiram para o sul, após as Forças Armadas do norte do Sudão, apoiadas por tanques, tomarem o controle da cidade no sábado. A missão da ONU no Sudão afirmou que o governo em Cartum era responsável por garantir a lei e a ordem no distrito sob seu controle. A entidade condenou os saques e as casas queimadas, em atos cometidos por "elementos armados na cidade de Abyei", segundo comunicado. A missão da ONU pediu que as Forças Armadas do Sudão intervenham na crise para interromper "esses atos criminosos". Em breve, o sul do Sudão se tornará independente da parte norte do país. A administração do sul sudanês reivindica o distrito de Abyei, que tem um status especial sob um acordo de paz em 2005, o qual encerrou uma guerra civil de 22 anos e qualifica a ocupação da cidade de "ilegal". A tomada de Abyei, realizada meses antes do reconhecimento internacional da independência do sul, previsto para julho próximo, foi condenada pelas potências mundiais. Segundo esses países, a crise na cidade pode ameaçar a paz entre o norte e o sul do país. As informações são da Dow Jones.
continua após publicidade