Geral

Haddad nega que cartilha anti-homofobia seja do MEC

Da Redação ·
O ministro da Educação, Fernando Haddad, disse que não conhece o material contra homofobia destinado a crianças apresentado hoje por integrantes da bancada evangélica da Câmara. "O material que eu vi não é do MEC", afirmou o ministro. "Todo o material oficial do MEC está no portal do ministério", emendou. Para o ex-governador fluminense e deputado federal Anthony Garotinho (PR-RJ), o material "estimula a opção sexual, sem combater o preconceito". "Dinheiro público deve ser empregado para combater a homofobia e não para estimular opção sexual", disse o político, um dos líderes da bancada evangélica. Garotinho juntou ao material que ele alega ser do Ministério da Educação outra cartilha, distribuída pelo Ministério da Saúde há cerca de dois anos, sobre doenças sexualmente transmissíveis (DST). Voltado para adultos, o material apresenta um desenho de dois homens fazendo sexo anal.
continua após publicidade