Geral

Beto Richa autoriza contratar 120 profissionais para o IML

Da Redação ·
Para a unidade do órgão em Apucarana há vagas para dois médicos, quatro motoristas e dois auxiliares
fonte: AEN
Para a unidade do órgão em Apucarana há vagas para dois médicos, quatro motoristas e dois auxiliares

Richa autoriza contratação de 120 profissionais para o IML - 18/05/2011 11:10

continua após publicidade

O governador Beto Richa determinou nesta quarta-feira (18) a contratação em caráter temporário de 120 profissionais para o Instituto Médico Legal (IML) do Paraná: 38 médicos, 30 auxiliares para exame de necropsia e 52 motoristas. As contratações atenderão as necessidades emergenciais das 18 unidades do instituto, no período de 12 meses. Os profissionais serão selecionados por meio de Processo Seletivo Simplificado (PSS), para contratação imediata. O edital para as inscrições sairá nesta quinta-feira (19) no site www.sesp.pr.gov.br. Os candidatos classificados e não contratados no primeiro momento formarão cadastro de reserva para eventual necessidade da unidade.

“O IML do Paraná precisa de atenção e investimentos. Estamos normalizando a situação com um plano de ação para entregar mais viaturas, construir novas unidades e, principalmente, contratar mais profissionais. É inadmissível que um órgão tão importante esteja nessa grave situação”, afirmou o governador. Richa disse que a reestruturação do instituto é fundamental para o fortalecimento da segurança pública no Paraná.

continua após publicidade

Atualmente, o quadro funcional do IML no Paraná tem aproximadamente 310 servidores, entre os quais 78 médicos, 19 auxiliares para exame de necropsia e 14 motoristas. Para o secretário da Segurança Pública, Reinaldo de Almeida César, a falta de funcionários no IML é um dos problemas resultantes do desmantelamento do instituto no decorrer dos últimos anos. O valor anual de investimento do governo do Paraná para a contratação dos profissionais temporários será de R$ 3,9 milhões.

“Resolvemos, de forma emergencial, a carência de pessoal. Em breve, novos veículos para remoção de corpos serão entregues nas unidades de todo o Paraná. Essas são algumas das medidas para restituir ao instituto sua posição de referência entre os estados e melhorar o atendimento à população”, disse o secretário. Ele afirma que a contratação temporária e o repasse de 25 novas viaturas à unidade de Curitiba são as primeiras ações de reestruturação do IML no Estado.

Carlos Horácio Patino Batista, diretor responsável pelo IML de Toledo, disse que a contratação dos profissionais representa um novo momento para a região. A unidade receberá quatro médicos, quatro motoristas e três auxiliares. “Agora sim, as coisas podem funcionar. É a primeira vez, em 13 anos de trabalho, que vejo um governador tão interessado e dedicado à segurança pública. Sofremos anos com a falta de profissionais, mas tenho certeza que esses servidores temporários vão aliviar e profissionalizar o serviço”, afirmou.

continua após publicidade

Ele explica que o núcleo do IML abrange 21 municípios e no ano de 2010 atendeu mais de 1.700 casos de lesões corporais e recebeu 339 corpos no necrotério. Atualmente, a unidade trabalha com apenas três médicos, um auxiliar e nenhum motorista.

Para o diretor da unidade de Jacarezinho, Carlos Roberto Sábio, o anúncio de novos servidores atende a necessidade e contribui para aprimorar o atendimento à população. Ele afirma que o núcleo atende 26 cidades com apenas um médico e um auxiliar.

“Fico feliz e com esperança. Nosso trabalho está comprometido por causa do sucateamento da estrutura operacional. Não temos pessoal para trabalhar. Esses novos profissionais, certamente, vêm em um momento oportuno para melhorar o serviço”, disse o diretor. Está previsto para a unidade de Jacarezinho o encaminhamento de 11 profissionais, sendo quatro médicos, quatro motoristas e três auxiliares.

continua após publicidade

AS VAGAS SERÃO DISTRIBUÍDAS ENTRE AS SEGUINTES UNIDADES

APUCARANA: dois médicos, quatro motoristas e dois auxiliares;

continua após publicidade

CAMPO MOURÃO: dois médicos, quatro motoristas e dois auxiliares;

CASCAVEL: dois médicos, quatro motoristas e dois auxiliares;

CURITIBA: dois motoristas;

continua após publicidade

FOZ DO IGUAÇU: dois médicos, três motoristas e dois auxiliares;

FRANCISCO BELTRÃO: dois médicos, dois motoristas e quatro auxiliares;

GUARAPUAVA: dois médicos, um motorista e um auxiliar;

continua após publicidade

IVAIPORÃ: dois médicos, dois motoristas e dois auxiliares;

JACAREZINHO: quatro médicos, quatro motoristas e três auxiliares;

continua após publicidade

LONDRINA: um motorista e um auxiliar;

MARINGÁ: quatro motoristas e um auxiliar;

PARANAGUÁ: um médico e dois motoristas;

PARANAVAÍ: quatro médicos, quatro motoristas e um auxiliar;

PATO BRANCO: um médico, quatro motoristas e um auxiliar;

PONTA GROSSA: dois médicos e dois motoristas;

TOLEDO: quatro médicos, quatro motoristas e três auxiliares;

UMUARAMA: quatro médicos, três motoristas e dois auxiliares;

UNIÃO DA VITÓRIA: quatro médicos, dois motoristas e três auxiliares.