Geral

Tremor na costa brasileira deixa Natal em alerta

Da Redação ·
Um terremoto de magnitude 6 na escala Richter atingiu a costa leste do litoral nordestino na manhã deste domingo (15)
fonte: Google
Um terremoto de magnitude 6 na escala Richter atingiu a costa leste do litoral nordestino na manhã deste domingo (15)

Um tremor de terra de magnitude 6.0 no meio do Oceano Atlântico, a 1.276 quilômetros de Natal (RN), registrado neste domingo às 10h08 pelo centro de pesquisa geológica dos Estados Unidos chegou ao conhecimento da defesa civil do Rio Grande do Norte no início da tarde, depois que a notícia se espalhou acompanhada de boatos da possibilidade de um tsunami. Todas as unidades do Corpo de Bombeiros da capital e da defesa civil estadual foram acionadas e ficaram em prontidão.


O laboratório sismológico da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) foi acionado e às 15h35 o governo do Estado divulgou no seu site uma nota registrando a ocorrência do tremor e tranquilizando a população para a impossibilidade de um tsunami. A ação dos bombeiros já havia, então, sido normalizada.


"Não há essa possibilidade (de tsunami)", informou a nota explicando que o tipo de movimento do sismo foi transcorrente. "Para se gerar um tsunami é necessário que o movimento seja vertical, quando a água do mar pode ser empurrada ou descida abruptamente e isto não aconteceu", explicou o coordenador do laboratório sismológico da UFRH, Joaquim Mendes.


De acordo com Mendes, o centro de pesquisa geológica norte-americano identificou a ocorrência em tempo real porque eles monitoram tudo o que ocorre 24 horas por dia. Não é esta a realidade das estações sismológicas instaladas em Riachuelo e Pau dos Ferros (RN) e Gravatá (PE), sob a coordenação do laboratório sismológico da UFRN. Ele reconheceu que se tivesse havido um tsunami, todos teriam sido pegos de surpresa. A estação de Riachuelo (RN) faz parte da rede global de acompanhamento de atividades sísmicas, de acordo com o pesquisador.


Conforme o pesquisador, até agosto um total de 15 estações estarão instaladas na região Nordeste - do Piauí à Bahia. Quatro já estão instaladas. O investimento é de mais de R$ 4 milhões, financiado pela Petrobras. "Com isso vamos ter uma ideia melhor de onde ocorrem os tremores", prevê.


Os Estados do Rio Grande do Norte e do Ceará têm registrado o maior número de tremores no Brasil.

continua após publicidade