Geral

Cristma quer expandir atuação no Paraná

Da Redação ·
Residência com 250 metros quadrados está sendo edificada na chácara do Cristma: construção abrigará internos em recuperação
fonte: Delair Garcia - Tribuna do Norte - Diário do Paraná
Residência com 250 metros quadrados está sendo edificada na chácara do Cristma: construção abrigará internos em recuperação

É com perspectivas de expansão que o movimento Cristo Te Ama (Cristma) completou na sexta-feira 17 anos de serviços prestados à comunidade de Apucarana e região. Desde a fundação pelo empresário Sérgio Luís Bolonhezi, em 13 de maio de 1994, mais de 20 mil pessoas já foram atendidas por atividades do movimento, seja através de palestras, reuniões de apoio ou encontros de libertação.

continua após publicidade

Somente na chácara de recuperação do Cristma, situada no Contorno Norte de Apucarana, mais de 500 dependentes crônicos do álcool e drogas obtiveram internamento gratuito. O tratamento, que une espiritualidade e laboraterapia em uma propriedade de 3 alqueires e meio, já resultou na recuperação de pelo menos 50% dos atendidos desde o início das atividades no local, em julho de 2004.

Para celebrar esses números, o movimento realiza na próxima terça-feira uma missa no Centro de Encontros Dom Romeu Alberti (Cedra), às 20 horas. “Será um momento de confraternização. Chegamos aos 17 anos de Cristma com projetos para expandir o movimento ainda mais. Estamos em 28 paróquias na diocese, sendo nove em Apucarana. Queremos atingir mais igrejas, no máximo de cidades possível, até mesmo fora da nossa diocese”, diz o fundador do Cristma, Sérgio Bolonhezi.

continua após publicidade

Segundo ele, o movimento também pretende aumentar sua rede de atendimento, a fim de assistir no futuro o público adolescente e feminino. “Sabemos que os jovens e as mulheres também precisam de ajuda na recuperação das drogas. Hoje, atendemos somente homens”, pontua. Atualmente, 80% dos atendidos na chácara do Cristma são dependentes de crack, sendo o restante do álcool.

Com capacidade para 15 internos, a propriedade rural está sendo ampliada. As obras começaram há um mês e vão garantir melhores instalações aos dependentes que passam por ali. A nova casa deve ficar pronta até o final do ano e poderá abrigar cerca de 20 pessoas.

(Leia matéria completa na edição de domingo da Tribuna do Norte)