Geral

Na Grande Recife, greve deixa 1 mi de alunos sem aula

Da Redação ·
Cerca de um milhão de alunos da rede estadual de ensino e das redes municipais do Recife, Olinda e Jaboatão dos Guararapes, em Pernambuco, ficaram sem aulas ontem. Os professores reivindicam o piso salarial de R$ 1.597,00, recomendado pela Confederação dos Trabalhadores na Educação (CNTE). Em Olinda, os professores municipais têm salário inicial de R$ 849, enquanto os de Recife recebem R$ 870. Os de Jaboatão - R$ 1.133 - estão bem próximos aos professores da rede estadual, que recebem o piso determinado pelo Ministério da Educação e Cultura (MEC) - R$ 1.187. Para a categoria, o piso do MEC está equivocado, muito abaixo do calculado pela CNTE. Os professores da rede estadual reclamam também da diferença de R$ 10 entre os salários iniciais dos professores de nível médio para os de nível universitário (que recebem R$ 1.197). A reivindicação é de uma diferença de 50%. O secretário estadual de Educação, Anderson Gomes, reconhece a necessidade de uma diferença maior, mas não fala em percentuais. "Estamos negociando", afirmou, ao considerar "tranquila" a paralisação de ontem. Ele diz confiar que os alunos não serão prejudicados.
continua após publicidade