Geral

Popularidade de Obama chega a 60%, mostra pesquisa

Da Redação ·
O índice de aprovação do presidente Barack Obama atingiu 60%, o nível mais alto em dois anos. Além disso, mais de metade dos norte-americanos agora afirma que ele merece ser reeleito, segundo uma pesquisa realizada pela Associated Press-GfK, realizada depois de forças norte-americanas terem matado o líder da Al-Qaeda, Osama bin Laden. Agora, a maioria dos norte-americanos considera Obama um líder forte que vai manter o país em segurança. Quase três quartos dos pesquisados (73%) também disseram que acreditam que Obama pode efetivamente lidar com ameaças terroristas. Apesar da lenta recuperação da recessão, 52% dos norte-americanos aprovam a administração da economia feita por Obama e dão a ele a melhor avaliação nesse item desde os primeiros dias de seu mandato. O mesmo porcentual de entrevistados também aprova a forma como ele lida com o persistente desemprego de 9%. A economia continua a ser o principal tema para os norte-americanos. Também aumentou a quantidade de norte-americanos que dizem que o país está na direção certa: eles eram 35% em março e agora somam 45%. Apesar disso, 52% ainda afirmam que os Estados Unidos estão no caminho errado. Oriente Médio Obama vai fazer um discurso sobre as mudanças políticas no Oriente Médio e no Norte da África o mais tardar na próxima semana. O projeto de discursar para os povos da região é discutido há mais de um mês, na medida em que manifestações contra os governos locais se espalham por vários países. A Casa Branca disse que nenhuma data foi estabelecida para o discurso, mas ele pode ocorrer antes de Obama partir para a Europa. O funcionário que divulgou a informação falou em condição de anonimato porque o discurso ainda não foi formalmente anunciado. A agenda do presidente na próxima semana será concentrada no Oriente Médio. O rei da Jordânia, Abdullah, e o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, farão visitas separadas à Casa Branca. As informações são da Associated Press.
continua após publicidade