Geral

Chanceler italiano acredita em cessar-fogo na Líbia

Da Redação ·
Um cessar-fogo na Líbia pode ser alcançado no prazo de semanas, afirmou hoje o ministro de Relações Exteriores da Itália, Franco Frattini, após uma reunião com o Grupo Internacional de Contato para a Líbia. O grupo tem como objetivo encerrar o conflito no país africano e é composto por representantes de 22 países que aprovam as operações da Otan e de seis organizações internacionais ou regionais, entre elas a Organização da Conferência Islâmica. Também integram o grupo a ONU e a Liga Árabe. "O prazo de algumas semanas é um período realista" para assegurar uma trégua, disse Frattini à Rádio Uno. Mais cedo, o chanceler havia dito que durante a reunião a Turquia pediu um prazo de sete dias para negociar um cessar-fogo na Líbia, mas que a proposta "ambiciosa" não foi adotada. Em declarações feitas antes do encontro, o ministro de Relações Exteriores da França, Alain Juppé, disse esperar que o conflito não se prolongue por "mais de algumas semanas, no máximo meses". Mas um porta-voz do Conselho de Transição Nacional, entidade que representa os rebeldes líbios, disse que se trata de "uma questão de semanas, não de meses". "Estamos trabalhando para que o andamento seja rápido, de maneira que o regime (de Muamar Kadafi) compreenda que não há futuro possível", afirmou Frattini. "A perspectiva é clara: um cessar-fogo e a saída de Kadafi, que deve deixar o país e o poder". As informações são da Dow Jones.
continua após publicidade