Geral

UE: caso Bin Laden 'levanta questões' sobre Paquistão

Da Redação ·
A operação na segunda-feira que resultou na morte do líder da Al-Qaeda, Osama bin Laden, "levanta questões" sobre o Exército e o serviço de inteligência do Paquistão, afirmou hoje Michael Mann, porta-voz da chefe de Relações Exteriores da União Europeia (UE), Catherine Ashton. "O Paquistão é um parceiro importante para a União Europeia", disse o porta-voz, notando que o país é crucial para a segurança da região. Segundo ele, a operação conduzida pelos Estados Unidos "ressalta a importância de uma relação ampla e reforçada com o Paquistão", inclusive em questões de segurança. O fato de Bin Laden estar no Paquistão sem ter sido notado, porém, "levanta questões sobre o Exército e os serviços de inteligência do Paquistão", disse Mann. Segundo ele, o governo do primeiro-ministro Yousaf Raza Gilani "merece nosso apoio" em sua ação para restabelecer o controle sobre todos os órgãos do Estado e as regiões do país. As informações são da Dow Jones.
continua após publicidade