Geral

Rússia mata militante da Al-Qaeda na Chechênia

Da Redação ·
Forças de segurança russas mataram recentemente Doger Sevdet, um alto militante da Al-Qaeda na Chechênia, durante uma troca de tiros com forças federais e policiais. Sevdet, cidadão turco que assumiu o nome de guerra de Abdullah Kurd, coordenava rebeldes estrangeiros no Cáucaso do Norte, informou hoje o comitê nacional antiterrorismo. Segundo um comunicado publicado pelas agências de notícias russas, Sevdet, de 34 anos, era "um enviado da Al-Qaeda no Cáucaso do Norte". O documento diz que Sevdet, que chegou à região em 1991, participou do planejamento de vários atos de terrorismo e ataques contra membros das forças públicas e de segurança. De acordo com os meios de comunicação russos, Sevdet coordenava o apoio financeiro de países muçulmanos a islamitas na região russa do Cáucaso. Ele teria chegado à região junto com dezenas de outros jihadistas que se uniram aos separatistas chechenos em duas guerras contra Moscou. Os conflitos na Chechênia diminuíram nos últimos anos, mas atividades insurgentes se espalharam por outras partes de Cáucaso. A morte de Sevdet ocorre duas semanas depois de a Rússia ter matado outro importante integrante da Al-Qaeda, um saudita conhecido como Moganned, fato considerado por analistas um dois maiores sucessos dos últimos anos na área de segurança na região. As informações são da Associated Press e da Dow Jones.
continua após publicidade