Geral

Reino Unido se desculpa por morte de irlandesa em 1976

Da Redação ·
A família de uma menina católica de 12 anos, alvejada nas costas por um soldado britânico em 1976, recebeu um pedido de desculpas pessoal hoje do principal representante do governo britânico na Irlanda do Norte. O pedido de desculpas à família de Majella O'Hare acontece 35 anos depois do exército britânico ter afirmado que atirou na menina por engano, durante uma troca de tiros com um homem do Exército Republicano Irlandês (IRA). O soldado foi absolvido do crime de assassinato.

No ano passado, a polícia revisou as evidências do caso e não encontrou nada que apoiasse a afirmação do exército.


O secretário para a Irlanda do Norte Owen Paterson pediu desculpas à mãe da vítima, que tem 88 anos, e a outros parentes em sua residência no castelo de Hillsborough, nas proximidades de Belfast. Ele também entregou a ela uma carta de desculpas assinada pelo Secretário da Defesa Liam Fox. As informações são da Associated Press.

continua após publicidade