Geral

Corpo de empresário levado por enxurrada é encontrado no RS

Da Redação ·
As enxurradas do final de semana deixaram ao menos uma pessoa morta no Rio Grande do Sul. O empresário Mateus Costela, de 28 anos, caiu num arroio e foi arrastado pela correnteza, no interior de Veranópolis, no nordeste do Estado, na tarde de sábado. Os bombeiros avistaram o corpo em pouco tempo, mas só puderam retirá-lo à noite, depois de uma retroescavadeira abrir um canal para desviar o curso da água e permitir o acesso do grupo de resgate. Como costumava fazer nos dias de folga, o empresário percorria trilhas da serra gaúcha a bordo de um jipe, acompanhado de amigos. Quando o grupo chegou à localidade de Santo Isidoro, percebeu que o arroio havia transbordado. Costela desceu do veículo para avaliar se havia condições de atravessar uma área inundada, mas perdeu o equilíbrio e acabou levado pela água. Em São Luiz Gonzaga, no oeste, um homem foi encontrado morto no meio de uma lavoura. A polícia investiga as causas, entre as quais pode estar uma descarga elétrica. As chuvas fortes e isoladas também provocaram inundações que interromperam o tráfego entre Colinas e Estrela. Em Panambi, um riacho transbordou e invadiu cerca de 30 casas, forçando os moradores a procurar o abrigo oferecido pela prefeitura. Em Ibirubá, o granizo danificou telhados. Em Porto Alegre, a queda de uma árvore destruiu uma casa. As ocorrências de domingo se somaram às de sábado, quando tempestades danificaram dezenas de residências em Maximiliano de Almeida, Paim Filho e Não-Me-Toque. Os municípios localizados às margens dos rios Taquari, Sinos e Paranhana estão em estado de alerta porque há perspectiva de enchentes. O 8º Distrito de Meteorologia emitiu aviso indicando a perspectiva de chuva moderada a forte, com volumes grandes acumulados, com trovoadas e rajadas de vento, em áreas isoladas do norte e nordeste do Rio Grande do Sul, em Santa Catarina e no centro-sul e oeste do Paraná nesta segunda-feira.
continua após publicidade