Geral

Alemães protestam por fechamento de usinas nucleares

Da Redação ·
Cerca de 200 mil pessoas protestaram hoje nas principais cidades da Alemanha contra o uso da energia nuclear. As manifestações acontecem após o desastre nuclear na usina Daiichi, em Fukushima, no Japão. Em Berlin, mais de 100 mil pessoas marcharam nas ruas pedindo ao governo que suspenda as operações com energia nuclear, disse o porta-voz da polícia, Jens Berger. Organizadores dizem que cerca de 210 mil pessoas participam do protesto "Fukushima Adverte: desliguem todas as usinas de energia nuclear" nas quatro maiores cidades do país. "Não podemos mais correr o risco de uma catástrofe nuclear", disse o grupo de defesa ambiental alemão BUND. O incidente em Fukushima, causado pelo terremoto e tsunami que atingiram o norte do Japão no dia 11 de março, levou o governo conservador da chanceler Angela Merkel a ordenar na semana passada o fechamento temporário de sete reatores antigos, para que fossem feitas inspeções de segurança. Autoridades disseram que vários deles podem nunca mais serem ativados. Os manifestantes gritavam: "as desliguem". Há 17 reatores de energia nuclear na Alemanha. Os manifestantes também fizeram um minuto de silencio em homenagem aos mortos pelo terremoto e tsunami no Japão. As informações são da Associated Press.
continua após publicidade