Geral

Família suspeita de troca de bebês em Santos-SP

Da Redação ·
Uma família de Santos, no litoral de São Paulo, vai precisar esperar o resultado de um exame de DNA para saber se os gêmeos que estão com eles são realmente seus filhos. O parto de Hevelyn Otero Pires, de 22 anos, aconteceu na última sexta-feira no Hospital São Lucas, na Vila Mathias. Entretanto, apenas sete horas após a cesariana, a família constatou que as crianças eram um casal e não dois meninos, como mostravam as ultrassonografias realizadas durante a gestação. Pai das crianças, o comerciante Rodrigo Santos Amarelo, de 33 anos, está inconformado com a situação e com o fato de ninguém na maternidade ter percebido antes que as crianças não eram dois meninos e sim um menino e uma menina, o que só foi constatado sete horas depois do parto, quando uma enfermeira foi trocar as fraldas das crianças. Os bebês estavam desde o momento do nascimento com as pulseirinhas de identificação com os nomes escolhidos: Gustavo e Nicolas. Amarelo assistiu ao parto, mas não observou o sexo do primeiro bebê, que teve de ser tirado às pressas porque o segundo corria risco. A direção do hospital não acredita que os bebês foram trocados, mas afirma que vai apurar quem escreveu as pulseirinhas de identificação e as colocou nas crianças sem antes confirmar o sexo dos bebês. As duas crianças estão bem e a família afirma que não se importa de os bebês serem um casal e que, nesse caso, vão se chamar Gustavo e Nicole. Mas os pais afirmam que só sairão do hospital e levarão os bebês para casa após o exame de DNA confirmar que são realmente seus filhos. A direção do hospital São Lucas afirmou ainda que caso fique constatado troca de bebês, será simples reverter a situação, pois tem como contatar as demais famílias que realizaram partos na unidade na mesma data. O resultado do exame de DNA deve sair amanhã.
continua após publicidade