Geral

Mesmo bando pode ter cometido 2 arrastões em Ilhabela

Da Redação ·
A Polícia Civil de Ilhabela, no litoral norte de São Paulo, investiga se o arrastão ocorrido na madrugada de ontem foi provocado pelo mesmo bando que, em outubro do ano passado, também realizou um grande assalto pelas ruas do centro da cidade. Desta vez, sete homens armados renderam pedestres por volta das 4h15 da madrugada e arrombaram uma loja, de onde levaram centenas de roupas. Em seguida, os bandidos conseguiram entrar em um café de luxo e levaram óculos e relógios de grifes famosas. Dois homens foram detidos pela Polícia Militar minutos após a ação, mas foram liberados hoje. Segundo a delegada titular de Ilhabela, Renata do Carmo Lourenço, não havia provas contra os suspeitos. A polícia agora analisa as imagens do sistema de monitoramento por câmeras da prefeitura para tentar identificar os autores. "Estamos trabalhando em diversas linhas de investigação, mas a principal é a de que o bando seja o mesmo que praticou os furtos em outubro passado", afirmou a delegada. Os dois homens detidos ontem eram de Caraguatatuba. Em outubro, a invasão ocorreu às 3h. Cinco homens encapuzados chegaram em um bote, renderam dois seguranças de lojas comerciais e furtaram as unidades. Para dificultar o acesso da polícia, os criminosos colocaram tábuas com pregos na rua que dá acesso às lojas. Quando a PM chegou, eles já haviam sumido pelo mar. Quatro suspeitos foram presos no Guarujá, na Baixada Santista, na mesma semana. Um outro integrante da quadrilha foi detido em uma pousada, também no Guarujá. Na época o bando levou R$ 300 mil em mercadorias.
continua após publicidade