Geral

Justiça da França indicia Airbus por homicídio culposo

Da Redação ·
 Ainda faltam recuperar corpos de muitos passageiros
fonte: Divulgação
Ainda faltam recuperar corpos de muitos passageiros

A justiça francesa acusou formalmente nesta quinta-feira (17) a Airbus de "homicídios culposos" no caso do acidente com o avião da Air France, que fazia o voo 447 em junho de 2009 e caiu no Oceano Atlântico com 228 pessoas a bordo, anunciou o presidente da construtura europeia, Thomas Enders. Todas as 228 pessoas a bordo morreram.
 

continua após publicidade

Com a decisão da justiça francesa, agora a Airbus será investigada pela participação no acidente.O chefe da Airbus, Thomas Enders, disse aos repórteres que as acusações formais preliminares foram aceitas depois que a juíza Sylvie Zimmerman encontrou-se com os advogados da empresa nesta quinta.


Segundo investigações, sensores do avião mandaram sinais errados para os pilotos antes da queda, mas o papel dos sensores no acidente ainda é incerto.
 

A Airbus disse acreditar que qualquer investigação de responsabilidade no acidente é "prematura", uma vez que a causa do desastre ainda não foi determinada e a caixa preta não foi encontrada ainda. Uma nova busca dos destroços do Airbus A330 está programada para começar nos próximos dias na costa do Brasil.
 

continua após publicidade

Em fevereiro, a Air France e a Airbus haviam sido convocadas a comparecer à Justiça como parte da investigação do acidente com o voo AF447 Rio-Paris.


Um avião Airbus A330 da Air France caiu no oceano Atlântico em junho de 2009, perto da costa brasileira, após ter decolado do Rio de Janeiro em 31 de maio com destino à capital francesa. Entre os mortos estavam cidadãos de 32 nacionalidades, incluindo 72 franceses e 59 brasileiros.