Geral

Deputado é acusado de ter atropelado jovem e fugido

Da Redação ·
O deputado estadual do Paraná Gilberto Ribeiro (PSB) está sendo acusado de ter atropelado um adolescente de 14 anos na noite de sábado, em Piraquara, na região metropolitana de Curitiba, e ter deixado o local sem prestar socorro à vítima. Testemunhas ainda disseram à polícia que ele estaria embriagado. O deputado defendeu-se hoje, afirmando que quem dirigia o carro era um assessor e que teria acionado socorro antes de deixar o local. Segundo a denúncia, o adolescente teria sido atropelado quando o carro do deputado desviava-se de um buraco na pista. O menino foi atingido na parte lateral do rosto, tendo ferimentos na orelha. Ele precisou ser internado, ficando em observação até a tarde de ontem. Hoje, após prestar depoimento, o adolescente foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para exame. Em razão do depoimento das testemunhas que dizem que Ribeiro estaria embriagado e dirigindo o carro, a polícia indiciou o político em inquérito. O deputado contou que o assessor que dirigia o veículo, ao fazer a conversão para se desviar de um buraco, bateu no adolescente que estaria com roupa escura em um local pouco iluminado. Segundo ele, há um "vendedor de cachorro quente" na região, próximo de onde ele mora, que começou a incitar os populares, por isso seu assessor o teria chamado para deixarem o local. "Mas antes de sair chamamos por socorro", afirmou. Ele disse que deu todo o atendimento necessário ao menino no hospital. Em razão do episódio, a Rede Independência de Televisão, retransmissora da Rede Record, informou em nota que Ribeiro foi afastado da apresentação do programa Balanço Geral "até que as investigações da polícia estejam encerradas". Segundo a empresa, o objetivo é "não interferir no andamento das investigações".
continua após publicidade