Geral

Polícia frustra roubo de carga de ar-condicionado no ABC

Da Redação ·

Uma carreta que transportava aparelhos de ar-condicionado, avaliados em R$ 117 mil no total, foi recuperada por policiais civis na noite de ontem em São Bernardo do Campo, no ABC paulista, logo após ser roubada de um estacionamento na cidade vizinha de Santo André. Dois ladrões foram presos em flagrante e um terceiro que teria reagido acabou baleado na região da cabeça pelos policiais e está internado em estado grave.


A carreta vinha do Paraná com destino ao Rio de Janeiro e estava parada em um estacionamento próximo à Avenida dos Estados, em Santo André, durante o descanso do motorista. Por volta das 17 horas, cerca de dez ladrões armados invadiram o local, renderam dois funcionários e três motoristas e os trancaram dentro de um contêiner. Os criminosos roubaram um cavalo-mecânico estacionado no pátio e o acoplaram à carreta que levava os aparelhos de ar-condicionado. Um dos ladrões fugiu dirigindo a carreta, dois escaparam em um Fiat Palio preto fazendo a escolta e os outros se dispersaram.


Os policiais receberam uma denúncia sobre o roubo e, numa viatura descaracterizada, encontraram a carreta e o Fiat Palio em São Bernardo e passaram a acompanhá-los. Na esquina da Rua Xavier de Toledo com a Rua Benedo Raggiani, no bairro Pauliceia, a carreta estacionou no meio-fio e o motorista desceu e entrou no Palio. Neste momento, os policiais acionaram as luzes e a sirene, mas o motorista do Palio, segundo eles, reagiu jogando o carro em cima da viatura e tentou fugir. Na ação, Sidnei da Silva Pinto, de 39 anos, que dirigia o Palio, foi baleado na região da cabeça pelos policiais. Socorrido ao pronto-socorro de Santo André, permanece internado na UTI em estado grave. Segundo a polícia, ele era foragido da Justiça por roubo.


Marcelo Pereira de Lima, 34 anos, e Gilson Walter Pereira, de 43, ambos com passagem por roubo, também estavam no Palio e foram presos em flagrante por resistência à prisão e receptação. O delegado titular da 4ª Delegacia de Patrimônio do Departamento de Investigações sobre o Crime Organizado (Deic), Mauro Fachini, deve apresentá-los aos funcionários rendidos no estacionamento para um possível reconhecimento. Caso positivo, eles serão também autuados por roubo.


Segundo o proprietário da carreta, que preferiu não se identificar, nos últimos quatro meses ela foi alvo duas vezes de roubos. Em dezembro, a carreta foi levada por ladrões quando estava parada em um posto de combustíveis da Rodovia Regis Bittencourt, a cerca de 50 quilômetros da capital, com uma carga de geladeiras avaliada em R$ 150 mil. No dia seguinte, a carreta foi localizada em Cubatão, no litoral, sem a carga e os pneus, e o cavalo foi encontrado em Itaquera, na zona leste da capital.


Após a ação, os policiais civis também localizaram outra carreta que havia sido roubada na terça-feira,também em Santo André. Ela estava estacionada em um pátio no bairro Pauliceia, em São Bernardo do Campo, a cerca de 900 metros do local onde Lima e Pereira foram presos. O dono do estacionamento e um funcionário foram autuados no Deic por receptação.

continua após publicidade