Geral

Passaporte com chip é emitido em todo o país

Da Redação ·
 Passaporte eletrônico já é emitido em todas as unidades da PF
fonte: Divulgação/PF
Passaporte eletrônico já é emitido em todas as unidades da PF

Unidades da Polícia Federal (PF) de todo o país já emitem os novos passaportes com chip, desde a última sexta-feira (11). O projeto piloto da emissão do novo documento foi iniciado em dezembro de 2010, em Brasília e em Goiânia. A emissão começou a ser estendida pelo país a partir de janeiro.
 

continua após publicidade

De acordo com a PF, o novo passaporte pretende agilizar o atendimento em aeroportos e tornar mais segura a conferência e a autenticação do documento. O chip traz o nome do portador, sua nacionalidade, data de nascimento e dados biométricos, como fotografia e impressões digitais.
 

Além do chip, o passaporte eletrônico tem outros dispositivos de segurança como marca d’água, fundo invisível, fio de segurança, fio de costura composta por três fios de alta qualidade e tinta opticamente variável.
 

continua após publicidade

Uso em aeroportos brasileiros


Por enquanto, aeroportos brasileiros ainda não possuem portais automatizados de controle migratório para a leitura dos chips. Ainda assim, a polícia afirma que todos os aeroportos do país estão preparados para a utilização da tecnologia, assim que os equipamentos começarem a ser adquiridos.
 

Com a instalação dos portais, o chip do passaporte eletrônico será lido por uma máquina e os dados do portador do documento deverão aparecer imediatamente na tela para serem verificados. As informações não precisarão ser digitadas pelo atendente, o que deverá agilizar o atendimento.
 

A PF esclarece que o procedimento para obter o novo passaporte permanece sendo o mesmo. O requerente faz a solicitação pela página da Polícia Federal na internet e depois vai a um posto na data agendada.
 

Quem possuir o passaporte no modelo anterior (sem chip) e o documento ainda estiver dentro do prazo de validade não precisa se preocupar em requerer novo documento. O modelo sem chip continuará sendo aceito, já que a substituição deve acontecer gradativamente.