Geral

Refém das Farc deve ser libertado hoje na Colômbia

Da Redação ·
Um grupo liderado pela ex-senadora Piedad Córdoba se apresentou hoje para iniciar uma viagem a partir de Villavicencio, no sul da Colômbia, até uma localidade na selva onde será resgatado o primeiro dos cinco reféns que as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) libertarão ao longo desta semana. Delegados do Comitê Internacional da Cruz Vermelha disseram que a previsão é que Córdoba decole em um helicóptero militar brasileiro, que apoia as operações de libertação, por volta das 8h (horário local, 11h em Brasília) para buscar Marcos Baquero, de 35 anos. Membro do Conselho Municipal de San José del Guaviare, no sul do país, ele foi sequestrado em junho de 2009 pelas Farc. "Eu vou abraçá-lo e beijá-lo muito, porque todos os dias em que ele não esteve conosco sonhei com ele", disse Hanssen, 10 anos, o mais velho dos dois filhos de Baquero. O governo do presidente Juan Manuel Santos saudou as libertações, mas reiterou que as Farc devem entregar todos os reféns. Córdoba disse que espera que ao longo do ano as Farc libertem pelo menos 16 pessoas que continuam nas mãos do grupo, algumas há mais de uma década. Os outros homens que devem ser libertados esta semana são Armando Acuña, de 48 anos, vereador de Garzón, no departamento (Estado) de Huila, capturado em maio de 2009, e o soldado da Marinha Henry López Martínez, de 24 anos, sequestrado em maio de 2010. No final de semana devem ser liberados o major da polícia Guillermo Solórzano, 35 anos, capturado em junho de 2007, e o cabo do exército Salin Antonio San Miguel Valderrama, de 27, sequestrado desde maio de 2008. A Cruz Vermelha confirmou que, como havia sido combinado, os militares suspenderam às 18h de ontem suas operações na região onde Baquero será resgatado. A suspensão será mantida por 36 horas. As informações são da Associated Press.
continua após publicidade