Geral

Al-Jazira diz que seu escritório no Cairo foi destruído

Da Redação ·
A rede de televisão Al-Jazira divulgou que seu escritório no Cairo foi destruído e que seu website foi invadido por hackers. "O escritório foi incendiado junto com o equipamento", disse a emissora em um comunicado. "Parece ser a mais recente tentativa do regime do Egito ou de seus defensores para impedir a cobertura da Al-Jazira sobre os eventos do país". A Al-Jazira também relatou que seu site foi invadido por "opositores do movimento pró-democracia no Egito". Eles teriam substituído um anúncio publicitário da página da emissora na internet por uma faixa com os dizeres "Juntos pelo colapso do Egito". Ao ser clicada, a faixa direcionava o visitante para um outro site com críticas à emissora. O problema foi rapidamente resolvido, segundo a rede de televisão. Os dois incidentes ocorreram em meio a manifestações que pedem a renúncia do presidente do país, Hosni Mubarak. Na semana passada, quando começaram os protestos, o escritório da Al-Jazira no Cairo foi fechado e os repórteres da emissora tiveram suas credenciais de imprensa confiscadas. Até agora, nove deles foram detidos. A Al-Jazira é financiada pelo governo do Catar. As informações são da Dow Jones.
continua após publicidade