Geral

Egito proíbe ex-ministro de Comércio de deixar o país

Da Redação ·
O Egito emitiu uma proibição de viagem e congelou as contas bancárias do ex-ministro de Comércio Rashid Mohammed Rashiddele, afirmou a imprensa estatal hoje. Ontem, o ex-ministro de Interior Habib al-Adli havia sofrido a mesma restrição. "A decisão do promotor é parte das medidas de precaução tomadas contra alguns funcionários, após denúncias de roubo de dinheiro público", informaram a agência estatal MENA e a televisão do governo. O ex-ministro de Comércio era também ministro interino de Investimentos, segundo a imprensa oficial. Ontem, o vice-presidente Omar Suleiman disse que o ex-ministro al-Adli e cinco ex-altos funcionários tiveram suas contas congeladas e não podem deixar o país. As restrições aparentemente são parte de um esforço do governo para atender a algumas demandas da oposição. Rashiddele e al-Adli perderam seus postos no gabinete em uma mudança de equipe realizada pelo presidente Hosni Mubarak na semana passada. No poder desde 1981, o ditador enfrenta uma série de protestos pedindo o fim de seu governo. As informações são da Dow Jones.
continua após publicidade