Geral

Mauritânia ataca grupo supostamente ligado à Al-Qaeda

Da Redação ·
Forças de segurança da Mauritânia perseguiram e atacaram supostos integrantes de um grupo ligado à rede extremista Al-Qaeda, que assumiu a responsabilidade por uma tentativa de atentado um dia antes, informou hoje uma fonte nos serviços de segurança. A ação das forças de segurança ocorreu na noite de hoje, pelo horário local, em uma área situada cerca de 260 quilômetros ao sul de Nuakchott, a capital do país africano, prosseguiu a fonte, que pediu que fosse revelada somente sua patente de capitão. O capitão disse ter ouvido notícias de vítimas no lado do governo durante a perseguição aos supostos extremistas. Na manhã de ontem, forças locais de segurança impediram um atentado ao abrirem fogo contra um veículo suspeito, o que desencadeou uma explosão e provocou a morte de três supostos extremistas. A autoria da tentativa de atentado foi assumida pelo grupo extremista Al-Qaeda no Magreb Africano. Os extremistas pareciam ter como alvo instalações do governo e do exército do país. As informações são da Associated Press.
continua após publicidade