Geral

Paraná busca sistema de integração modal para ampliar competitividade

Da Redação ·

“A nova infraestrutura paranaense será resultado da definição de metas para a concretização de projetos que atendam as necessidades da logística”. A afirmação é do secretário de Infraestrutura e Logística José Richa Filho que fez o encerramento nesta quinta-feira (3) do Seminário de Diagnóstico Institucional que reuniu durante dois dias em Curitiba os técnicos das Secretarias de Transportes e de Obras que deram origem à nova pasta, e mais da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa), Ferroeste S.A. e Departamento de Estradas de Rodagem (DER).  

continua após publicidade

“O bom planejamento do futuro, disse o secretário, começa com a visão para dentro da estrutura do governo, o que é a melhor maneira para diagnosticar necessidades, potencialidades e também para definir os melhores caminhos na busca de projetos, fontes de financiamentos e parcerias”. José Richa Filho acrescentou que os dirigentes dos modais devem atuar como facilitadores do processo e ter em mente que a melhor solução pode estar em novos conceitos, na integração com todos os setores do Governo e também com os usuários das vias. Condição que, no seu entender, estabelece as boas diretrizes para o planejamento de ações públicas.  

Durante dois dias todos os órgãos vinculados à Secretaria de Infraestrutura e Logística apresentaram seus diagnósticos institucionais e tomaram conhecimento da visão sistêmica de cada um deles e como se processa a interação entre eles. “O encontro permitirá definir a partir de agora, as ações que serão tomadas de acordo com a realidade dos órgãos públicos e com as demandas da economia estadual, tudo em consonância com as propostas de Governo”, completou José Richa Filho.  

continua após publicidade

Na segunda etapa do diagnóstico as reuniões serão separadas com cada um dos modais, incluindo a Secretaria de Obras. Na terceira etapa, serão apresentadas as ações e estabelecido o contrato de gestão com os dirigentes. O objetivo é dotar o Paraná de um sistema de transportes e logística de alta eficiência através de um plano estadual que promova a integração modal, melhore a competitividade das empresas estaduais e amplie a capacidade de exportação.