Geral

Argélia suspenderá estado de emergência de 1992

Da Redação ·
O governo da Argélia suspenderá "num futuro muito próximo" o estado de emergência imposto em 1992, informou hoje a agência estatal de notícias do país africano. De acordo com a agência, o presidente argelino, Abdelaziz Bouteflika, pediu ao governo que encontre um método alternativo de combate ao extremismo. O estado de emergência foi imposto no início da década de 1990, quando a Argélia foi tomada por uma guerra civil entre islamitas e forças governamentais. Mais de 200 mil pessoas - entre supostos extremistas, civis e forças de segurança - perderam a vida desde o início da rebelião islâmica, em 1992, quando o Exército cancelou uma eleição na qual a vitória de partidos islâmicos parecia certa. A violência diminuiu nos últimos anos e eventuais choques acontecem de maneira esporádica. Os opositores de Bouteflika vêm pressionando pelo fim do estado de emergência e acusam o governo de usar a medida como desculpa para banir manifestações populares em Argel. As informações são da Associated Press.
continua após publicidade