Geral

Polícia turca usa gás de pimenta para dispersar protesto

Da Redação ·
A polícia turca usou gás de pimenta e jatos d'água para dispersar milhares de trabalhadores que foram hoje às ruas do centro de Ancara. O grupo protestava contra um controverso projeto de mudança na lei trabalhista do país. Estima-se que 10 mil pessoas, organizadas por sindicatos, reuniram-se no centro de Ancara para uma marcha até o Parlamento, onde a lei está sendo debatida, mas centenas de policiais formaram barricadas para impedir o ato. Os manifestantes jogaram pedras e garrafas na polícia. Outros chegaram a usar paus contra os escudos dos policiais. As forças de segurança responderam com gás de pimenta e jatos d'água para conter a multidão. Várias pessoas ficaram feridas nos distúrbios, segundo a imprensa local. Parlamentares da principal força oposicionista, o Partido Republicano do Povo, uniram-se à manifestação. Pelo menos um dos deputados foi visto tossindo e chorando por causa do gás. O ministro de Interior turco, Besir Atalay, advertiu ontem que os manifestantes não teriam permissão para marchar na direção do Parlamento. Os sindicatos reclamam das emendas planejadas, dizendo que elas retiram direitos dos trabalhadores nos setores público e privado. O governo rejeita as acusações, dizendo que o objetivo das mudanças é apenas melhorar a eficiência do mercado de trabalho. As informações são da Dow Jones.
continua após publicidade