Geral

Reino Unido descarta por enquanto sanções ao Egito

Da Redação ·
A opção de impor sanções ao Egito não está sendo considerada no momento, afirmou hoje um porta-voz do primeiro-ministro britânico, David Cameron. Centenas de milhares de pessoas foram às ruas nos últimos dias no Egito para exigir o fim do governo do presidente Hosni Mubarak. As manifestações se tornaram violentas ontem, com confrontos entre partidários do regime e da oposição. Reino Unido, França, Alemanha, Itália e Espanha divulgaram comunicado conjunto hoje em que pedem uma transição política imediata no Egito e o fim da violência. Um porta-voz de Cameron disse que é fundamental agora haver uma transição ordenada e que um cronograma para isso seja elaborado para definir os próximos passos. Falar em sanções não seria "particularmente benéfico para esse processo", segundo o porta-voz. A violência no Egito nas últimas 24 horas causa preocupação em Londres e o governo britânico informou que usará todos os canais disponíveis para garantir que uma transição comece imediatamente, afirmou o porta-voz. As informações são da Dow Jones.
continua após publicidade