Geral

Servidor do Ibama é investigado em Ribeirão Preto-SP

Da Redação ·
Quatro mandados de busca e apreensão expedidos pela 4ª Vara Federal de Ribeirão Preto (SP) foram cumpridos hoje pela Polícia Federal (PF), segundo informações da assessoria de comunicação do Ministério Público Federal (MPF). A operação integra a investigação sobre possível corrupção e violação de sigilo funcional que teriam sido praticados por um servidor público do escritório regional do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), em Barretos. O funcionário público teria passado informações sigilosas sobre fiscalizações do Ibama à direção de uma usina de cana-de-açúcar de Olímpia. O contato do servidor com um diretor da usina era feito por um consultor ambiental. Os nomes dos investigados e da usina não foram divulgados. Não houve prisões e o procurador da República em Ribeirão Preto, André Menezes, é o responsável pelo caso. A investigação já teve interceptações telefônicas, autorizadas pela Justiça, nas quais os investigados conversavam sobre detalhes sigilosos do Ibama. A usina era informada sobre como seria a futura fiscalização e que tipos de documentos seriam exigidos nas vistorias. As buscas de hoje ocorreram no escritório do Ibama em Barretos e nas residências dos três investigados. A meta era apreender papéis, documentos e arquivos de computador que comprovassem a corrupção. O material apreendido será analisado pela PF.
continua após publicidade