Geral

Saída imediata de Mubarak levaria ao caos, diz ministro

Da Redação ·

O recém-empossado ministro das Finanças do Egito, Samir Radwan, disse hoje que a renúncia imediata do presidente Hosni Mubarak mergulharia o país no caos. Falando à rádio britânica BBC, Radwan disse que Mubarak "pode sair agora e o caos tomar conta" ou o país pode "assistir a uma transição pacífica de poder". "O presidente não quer ficar. Ele quer ver uma transição pacífica de poder", disse o ministro. "Agora estamos conversando sobre um prazo para retomar o processo democrático."


O ministro das Finanças afirmou que o governo egípcio conversará com pessoas de todos os espectros políticos e que "o mais cedo possível" estabelecerá um diálogo "o mais construtivo possível". Ontem, Mubarak prometeu deixar o cargo no outono, após as eleições de setembro. A promessa, porém, não satisfez os manifestantes egípcios, que querem sua saída imediata. Também ontem, o presidente dos EUA, Barack Obama, pediu que "comece agora" uma mudança substancial e significativa no Egito. As informações são da Dow Jones.

continua após publicidade