Geral

Estudantes entram em conflito com a polícia na Turquia

Da Redação ·
Estudantes turcos que realizavam manifestações hoje contra o governo conservador turco, de raízes islâmicas, entraram em confronto com a polícia antidistúrbio em Istambul e Ancara. A polícia dispersou cerca de cem estudantes em Ancara com gás lacrimogêneo e canhões de água. Eles responderam atirando pedras contra os agentes. Em confronto semelhante em Istambul, a polícia usou cassetetes para dispersar os estudantes, como mostraram imagens de televisão. As duas manifestações foram contra o primeiro-ministro, Recep Tayyip Erdogan, a quem os estudantes acusam de não querer entrar em conversações com eles. Estudantes turcos têm realizado protestos desde novembro, quando 18 pessoas foram condenadas a 15 meses de liberdade condicional por terem se manifestado contra Erdogan em 2008. Vários desses protestos foram encerrados violentamente pela polícia. A raiva dos estudantes com o governo aumentou desde que a polícia respondeu de forma pesada a manifestações realizadas em Istambul e Ancara no mês passado, dando início a uma grande quantidade de críticas ao governo. No dia 4 de dezembro, policiais usaram cassetetes contra estudantes de esquerda que se reuniam para protestar em Istambul. Uma estudante que estava grávida perdeu o bebê por causa da violência. Erdogan defendeu a polícia, acusando os estudantes de terem ligações com grupos de resistência e deu ampla cobertura aos eventos. As informações são da Dow Jones.
continua após publicidade