Geral

Presidente da Rússia exige demissões após atentado

Da Redação ·
 Policiais observam agentes da FSB em direção a terminal do aeroporto russo de Domodedovo
fonte: Andrey Smirnov/24.01.2011/AFP
Policiais observam agentes da FSB em direção a terminal do aeroporto russo de Domodedovo

O presidente da Rússia, Dmitri Medvedev, exigiu nesta terça-feira (25) demissões no Ministério do Interior após o atentado suicida no aeroporto de Domodedovo – o principal que serve a capital do país, Moscou, divulgou a agência de notícias espanhola Efe.

continua após publicidade

O ataque, que aconteceu nesta segunda-feira (24), deixou 35 mortos e 180 feridos. As declarações de Medvedev ocorreram após reunião com o Estado Maior do Serviço Federal de Segurança (FSB, a antiga KGB).

continua após publicidade

- Ordeno ao ministro do Interior que proponha demissões ou outras medidas para os responsáveis da segurança no transporte.
O presidente também determinou que os responsáveis pelo atentado sejam julgados e suas organizações destruídas, informou a agência de notícias Reuters.

continua após publicidade

Medvedev disse que Domodedovo é reconhecido por ser um aeroporto bom e moderno, em entrevista no jornal vespertino russo Vedomosti, informou a TV russa em inglês RT. Justamente por isso, ele disse que claramente as regras de segurança do local foram violadas.

O presidente ressaltou a dificuldade em se transportar uma grande quantidade de explosivos até o local, por isso considerou a ação bem planejada, calculada e com o objetivo de matar o maior número de pessoas possível.