Geral

Morre homem que se imolou com fogo no Egito

Da Redação ·
 Polícia fica de guarda em frente a hospital no Cairo, para onde um dos homens que atearam fogo no próprio corpo está sendo tratado
fonte: Mohammed Abed/17.01.2010/AFP
Polícia fica de guarda em frente a hospital no Cairo, para onde um dos homens que atearam fogo no próprio corpo está sendo tratado

Um homem que sofreu graves queimaduras depois de atear fogo ao próprio corpo em Alexandria, no norte do Egito, morreu por causa dos ferimentos no hospital, informou uma fonte médica nesta terça-feira (18). Autoridades de segurança já confirmaram quatro tentativas de suicídio no país desde segunda-feira (17).

continua após publicidade

O desempregado de 25 anos, Ahmed Hashem al Sayyed, apresentado pelas autoridades como um indivíduo com deficiências mentais, ateou fogo no corpo quando estava no telhado do edifício onde vivia, no bairro de Al Muntaza, em Alexandria, nesta manhã.

continua após publicidade

De acordo com informações divulgadas à agência de notícias Efe, a mais nova vítima é um mecânico de 35 anos identificado como Tareq Mohammed Kadafi, que tentou suicídio na cidade de Ismailiya, situada no canal de Suez.

continua após publicidade

As fontes explicaram que por enquanto se desconhecem as causas do fato, mas que aparentemente Kadafi, que permanece hospitalizado, tinha sido chamado para comparecer perante a polícia.

Os episódios fazem parte de uma onda de tentativas de suicídio por fogo nos países do norte da África, como Argélia, Mauritânia e Egito.

continua após publicidade

As iniciativas foram provavelmente desencadeadas pelo exemplo do jovem tunisiano, cuja imolação desencadeou a rebelião que derrubou o governo repressivo do presidente Zine el Abidine ben Ali.